Tecnicas Especiais

Nessa pagina descrevo algumas tecnicas que ajudam muito o desenvolvimento rapido da agrofloresta.

Um recurso muito usado nas implantações é a introdução de uma ou mais especies na mesma cova, saquinho para mudas ou ate mesmo nos tubetes.

A foto abaixo mostra esta tecnica no mesmo tubete. Primeiro transferimos a capororoca, depois semeamos bracatinga de campo mourão.

Essa ideia surgiu quando fiz uma experiência de capororoca e gravitinga no mesmo saquinho para mudas. A gravitinga desenvolveu muito mais rapido e o certo era poda-la, para abrir espaço e luz para a capororoca se desenvolver. Como não era plantação, apenas paisagismo, em um lugar que eu queria uma cerca viva para fechar a vista, não me importei com podas e deixei. Com o passar do tempo, a capororoca foi crescendo sem se importar com o tamanho desproporcional da gravitinga. O centro da foto abaixo mostra dois caules arqueados em forma de ”v”, um é a gravitinga e outro é a capororoca que já desponta em cima, ultrapassando e muito sua vizinha.

Ao observar isso, percebi que a capororoca, péssima em enraizar rapidamente nos tubetes e extremamente sensível ao sol e a seca depois de plantada, não só iria aguentar a bracatinga de campo mourão, mas seria beneficiada pelo enraizamento desta. Acho que não me enganei, a foto abaixo mostra as plantas no campo.

Essa característica da capororoca crescer, mesmo “colada” em arvores muito maiores, pode ser usada no plantio conjunto com arvores com crescimento inicial muito grande, mas que não brotam depois de podadas. Por exemplo, acacia, bracatinga, bracatinga de campo mourão e outras.

A foto abaixo mostra um eucalipto e uma araucária plantados na mesma cova. Como as plantas ficaram praticamente sem manutenção durante três anos, não tenho duvida de que o eucalipto não só ajudou no desenvolvimento, mas na própria sobrevivência da araucária. O capim chegava a quase dois metros de altura e tombava em cima das arvores pequenas. Cortamos o eucalipto e jogamos toda a matéria orgânica ao redor. No lado esquerdo da foto percebe-se outro consorcio, desta vez no mesmo saquinho para mudas, uma capororroca de folha miúda junto a um angico, este ultimo cresceu em espiral ao redor da capororoca, ainda não decidimos o que fazer.

A foto abaixo um caqui junto a um jacaranda paulista, que nasceu naturalmente na mesma cova. Interessante observar o crescimento igual das duas especies, por enquanto sem necessidade de poda alguma.

São inumeros os exemplos de consorcios na mesma cova, inclusive com tres ou mais especies. Temos experiencias de estacas de amoreiras de arvore fincadas junto a canafistula. Palmeira real com uvaia, jeriva com capororoca, suineira com araticum ou grumixama com monjolo, todos no mesmo saquinho. Em nada prejudica e na minha opinião ajuda e muito. É o principio da agrofloresta estrapolado a espaços muito pequenos, é a prova que o sistema funciona.